Plazatio

Casa Vila Madalena

Brasil . Sao Paulo . Brasil

Detalles del proyecto

Tipo: Edificación, obra nueva
Superficie construida (m2): 412


Brasil

ver mapa

Info

TRANSPARÊNCIA CONTROLADA Implantada na Vila Madalena, zona Oeste de São Paulo, bairro de intensa movimentação social e cultural, essa residência de 400 m² foi projetada pela arquiteta Monica Drucker para um casal com três filhos pequenos. O bairro apresenta grande heterogeneidade morfológica, marcada por construções de usos, gabaritos e características diversos. Antigas casas e altos edifícios residenciais disputam espaços com cafés, bares, restaurantes, livrarias, escolas, ateliês, salas de exposição. Ainda recém-casados, os jovens proprietários solicitaram a ajuda da arquiteta para a escolha de um terreno e posterior construção de casa na Vila Madalena, onde os dois sempre viveram. Ao percorrerem o bairro, constataram que eram poucos os terrenos disponíveis, geralmente ocupados por construções coprometidas. Por fim, encontraram o lote desejado, plano e vazio, com 14 m x 30 m, que fazia divisa posterior com um alto edifício residencial. Desde então, foram três anos entre a compra do terreno e o término da construção. Neste tempo, o casal que já tinha um filho teve um casal de gêmeos e se convenceu de que o projeto deveria ter uma interação importante e objetiva com o entorno. A integração e a otimização dos espaços passou a ser fundamental. O projeto ocupa o terreno inteiramente. Como havia necessidade de espaços, luz e ar, as laterais foram abertas e ajardinadas, tornando tênue a distinção entre interior e exterior. Projetada em "L" e com dois pavimentos, a casa tem o térreo ocupado por espaços de estar, jantar e TV, cozinha, churrasqueira e forno a lenha, depósitos, dependência de empregados, garagem, sauna, jardins e pátios; e no piso superior, três amplas suítes, sala íntima e varanda, para a qual abrem todos os dormitórios. As grandes esquadrias de vidro de pé-direito duplo estão abertas para as duas laterais da casa, uma delas protegida por brises, permitindo uma boa entrada de luz. A área da churrasqueira, uma das exigências do casal, tornou-se ambiente de refeições cotidianas, com passa-prato para a cozinha. Seu uso é mantido mesmo nos dias de festa, quando o espaço é ampliado com a abertura total das portas para o jardim lateral e para a sala. No pavimento superior, as três suítes ficam integradas por uma varanda coberta com pérgula e recoberta de vidro. Este espaço claro e agradável, além de proporcionar a necessária privacidade aos dormitórios em relação ao prédio vizinho, tornou-se útil para as crianças, que podem brincar em segurança. Uma passarela protegida por guarda-corpos de vidro leva às suítes, passando entre a lateral da escada e a sala íntima. Inverteram-se propositalmente os usos consagrados de certos materiais em residências: nas salas, o piso recebeu concreto usinado com resina e, na área externa, junto ao jardim, piso de madeira. O projeto busca confundir a noção de interno/externo com vidros que se refletem uns nos outros, planos de alvenaria que, pelos vidros, continuam de dentro para fora, apresentando a mesma textura do exterior (concreto aparente). Revestimentos de madeira e pedra local são usados em continuidade nos ambientes, como painéis, de dentro para fora. A pedra usada na garagem penetra pelo hall social e chega à sala de jantar. A cobertura da garagem é a laje de piso, em balanço, das suítes do andar superior. Na fachada, a horizontalidade é realçada pela generosa janela de correr, também de madeira, que protege as aberturas envidraçadas. Para evitar os altos muros claustrofóbicos comuns em São Paulo e preservar a visão do entorno, foi projetado, como divisa para a rua, um portão com ripas de madeira cumaru. CONTROLLED TRANSPARENCY Creating disguised transparency ambiances such as gardens, patios with pergolas, and openings partially protected by brises, Architecture has provided to tenants the desired sunlight, ventilation and privacy. Set in Vila Madalena, western district of São Paulo, a very intensively socially and culturally agitated region, this 400 m² residence was designed by architect Monica Drucker for a couple with three small children. The project occupies the whole lot. The sides have gardens, and the home faces the greenery, making the distinction between interior and exterior very slight. The large glass frames with double high ceiling open to the two sides of the house, one of them protected by brises, allowing good natural lighting, in spite of the building at the back. At the top floor, the three suites are integrated through a veranda covered with a pergola and glass. This clear and pleasant space, besides providing the necessary privacy for the bedrooms in relation to the neighboring building, is useful for the children, who can play there safely. A walkway, protected by a glass railing, leads to the suites, passing between one side of the stairway and the intimate room. At the façade, the horizontalness is enhanced by the generous cumaru sliding window, which protects the glazed openings. In order to avoid the tall claustrophobic walls, common in big cities, the solution was a wooden strips gate. TRANSPARENCIA CONTROLADA Creando ambientes con transparencia, abiertos hacia jardines, patios con pérgolas y protegidos parcialmente con brises, la arquitectura proporcionó a los habitantes, la luz, ventilación y privacidad deseadas. Ubicada en Vila Madalena, región oeste de San Pablo, una región cultural y socialmente dinámica, esta residencia de 400 m², fue diseñada por la arquitecta Mónica Drucker para una pareja y sus 3 pequeños hijos. El proyecto ocupa la totalidad del terreno. Los laterales de la casa fueron ajardinados, así la casa se abre hacia el verde, atenuando la diferencia entre interior y exterior. Las grandes aberturas de vidrio de doble altura se abren hacia los dos laterales de la casa, uno de ellos protegido por brises, permitiendo buena iluminación natural. En el nivel superior, los tres dormitorios en suite se integran atreves de la terraza cubierta con pérgola y vidrio. Este espacio limpio y acogedor, además de proporcionar privacidad a los dormitorios en relación de las edificaciones del entorno, sirve también como lugar de esparcimiento y juego para los niños. Una pasarela contenida por guarda cuerpo de vidrio comunica los dormitorios en suite, pasando entre la escalera y la sala íntima. En la fachada frontal, la horizontalidad es enfatizada por una generosa ventana de correr, protegidas por madera cumaru. Para evitar los altos muros que generan claustrofobia en las grandes ciudades, se optó por un portón entablillado en madera cumaru.

publicado el 06/11/2014

Comentarios (0)

Proyecto promovido por:
CTAA . Colegio Territorial de Arquitectos de Alicante

 

Colegios asociados a Plazatio

Colegio Territorial de Arquitectos de Alicante Colegio Territorial de Arquitectos de Castellón Colegio Oficial de Arquitectos de Asturias Colegio Oficial de Arquitectos de Murcia Colegio Territorial de Arquitectos de Valencia Colegio Oficial de Arquitectos de la Comunidad Valenciana

Empresas colaboradoras de Plazatio

Revestech . Geomembranas de Alta Tecnología Actiu MAPEI Globalfinanz Universidad de Alicante Schlüter-Systems Rockwool Mecanoviga Grespania Cosentino_pzt BpmLighting_pzt Finsa_pzt Uretek_pzt Sanigrif Velux Alucobond Technal Grafetech Ideatec logo finstral HFDiseño Persax Daikin Porcelanosa Grupo Puma Campaña LafargeHolcim Logo Parex Campaña Ferri Sido Madera Campaña Menard 2016 Kerakoll Laterlite Sika Montes Tallón Strongforms Alumed Murprotec Fiberlight Campaña 2017 Sabadell Campaña 2017 Gibeller Campaña 2017 HNA Marpafont EnergyPanel Grupo Valero EcoCero Campaña Knauf Emac Logo siber Campaña Canon Campaña 2018 Valentín Sánchez Campaña 2018 Sofise Escandella Campaña ITT 2018 Campaña 2018 Hispalyt Albergrass Campaña Mercedes Campaña Procolor Campaña MarmolSpain Campaña Gasbeton Campaña TDS Campaña Würth campaña Newker 2019

Ver vídeo de Youtube
add
Top